concut

Concut prega mudança e defende mandato de Dilma

A CUT abriu oficialmente a 12ª edição de seu Congresso Nacional (Concut) na noite desta terça-feira (13), em São Paulo. E em tempos de criminalização da política, os trabalhadores e trabalhadoras que lotaram um dos auditórios do Palácio de Convenções do Anhembi mostraram saber exatamente de que lado estão.

Antes mesmo do início da cerimônia, que contou com discursos inspirados na defesa da democracia, os cerca de três mil delegados e delegadas puxaram coros contra a Rede Globo (“a verdade é dura, a Rede Globo apoiou a ditadura”), contra o golpe e em defesa da Dilma Rousseff que elegeram (“eu quero a Dilma que elegi, fora o Cunha e leva junto o Levy”).

O presidente nacional da CUT, Vagner Freitas, foi um dos primeiros a destacar que o momento é de o governo virar o jogo e fazer uma tabela com os movimentos sociais por menos cortes e mais desenvolvimento. Para ele, a Central pode contribuir como protagonista nesse processo, desde que a presidenta Dilma esteja aberta ao diálogo.

A presidenta Dilma Rousseff participou da solenidade, ao lado dos ex-presidentes do Brasil e do Uruguai, Luiz Inácio Lula da Silva e José Mujica.

“Precisamos sair juntos da crise e esse é o papel da sociedade civil organizada. É preciso virar a página desse terceiro turno no Brasil”, ressaltou Freitas em seu pronunciamento.

Vagner ressaltou ainda as lutas desencadeadas durante os últimos três anos em que esteve à frente da CUT. Entre elas, apontou a Marcha das Margaridas de 2015, que reuniu mais de 100 mil mulheres em Brasília, o combate ao PL 4330 (projeto de lei da terceirização sem limites) e falou sobre a defesa da democracia, um dos temas do 12º Concut.

”Não vai ter golpe e estamos prontos para enfrentar os golpistas. Já fomos, estamos, e voltaremos às ruas para defender o mandato da presidenta Dilma. A classe trabalhadora não errou, nos 32 anos da história da CUT. Incomodamos tanto que estão querendo destruir a dignidade da classe trabalhadora”, avaliou.

Comentários foram encerrados.