TVT.vs.pastilha

Convênio entre metalúrgicos e bancários levará TVT a 25 milhões de pessoas

O Sindicato dos Metalúrgicos do ABC e o Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região assinaram na manhã desta sexta (25) o convênio de comanutenção da Fundação Sociedade, Comunicação, Cultura e Trabalho, responsável pela TVT.

Dentro de duas semanas, um transmissor provisório será instalado na Avenida Paulista em caráter experimental e vai permitir a geração do sinal de um canal da TVT para toda a região metropolitana de São Paulo.

“Isso dará, final¬mente, a oportunidade de metalúrgicos, bancários e outros trabalhadores assistirem à TVT em canal aberto, o 44”, destacou o presidente dos Metalúrgicos do ABC, Rafael Marques. Ele lembrou que a encomenda do transmissor definitivo demora cerca de 90 dias.

Para a presidenta dos Bancários, Juvândia Moreira, foi um momento histórico. “Queremos ampliar a comunicação e dar ainda mais voz aos trabalhadores. Este é um ato de ousadia extremamente importante que vai fortalecer ainda mais nossas lutas”, afirmou.

Segundo o diretor de Comunicação do Sindicato e responsável pela TVT, Valter Sanches, o número de telespectadores passará de 500 mil para 25 milhões de teles¬pectadores.

“Este convênio a é a consolidação de uma união que começou com a Revista do Brasil e a Rede Brasil Atual e se aprofunda agora de forma orgânica porque, sendo comantenedores, vamos dividir a direção da Fundação e, principalmente, a direção política do projeto”, explicou Sanches.

“Desta forma, vamos ter mais recursos para poder investir e ampliar a visibilidade das notícias do mundo dos trabalhadores”, concluiu o dirigente.

Comentários foram encerrados.