20140409_130509

CUT continua sendo a maior e mais representativa central sindical do País

A Central Única dos Trabalhadores, após 30 anos de sua fundação, continua a ser a maior e mais representativa central sindical do Brasil, organizando e representando 34,39% dos trabalhadores sindicalizados, segundo dados divulgados pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). A entidade também se mantém como a maior da América Latina e a quinta maior do mundo.

Na publicação no Diário Oficial da União nesta sexta-feira (18), em segundo lugar vem a Força Sindical (12,59%), seguida da UGT (11,92%), CTB (9,33%) e Nova Central (8,01%). Essas são as centrais que atingiram 7% de representatividade nacional, índice mínimo exigido na Lei 11.648/08, que Jacy Afonso discursa em atividade dos vigilantes
regulamenta o reconhecimento das centrais sindicais.

Para Jacy Afonso, secretário Nacional de Organização da CUT, a continuidade como maior central do País é de extrema importância, sobretudo devido as mudanças que ocorreram no mundo do trabalho nos últimos anos. “É fundamental reconhecer nesse momento o resultado de um trabalho diário do movimento sindical cutista, que continua combativo e representando os trabalhadores desde à base até a negociação com o governo em defesa dos direitos da classe trabalhadora.”

Atualmente, a CUT representa 24.062.754 trabalhadores na base, tem 7.890.353 de associados e 3.820 entidades filiadas.

Comentários foram encerrados.