2

Campanha salarial: Reajuste de 9% é a reivindicação dos metalúrgicos de Minas

Ficou para a próxima quarta-feira, 16 de novembro, a provável definição da campanha salarial unificada 2016/ 20107 dos metalúrgicos de Minas, isso porque na reunião realizada nessa quinta-feira, 10 de novembro, pouco ou quase nada se avançou nas negociações.

A proposta deixada pelos trabalhadores, de reajuste de 9% divididos em duas vezes, sendo 6% retroativo a outubro e 3% em fevereiro, foi recusada pelos patrões.

A FIEMG insiste em dividir em três parcelas o reajuste de 9% e oferece 8,5% de reajuste dividido em duas vezes. Além disso, eles insistem em propor um índice menor na primeira parcela retroativa a outubro de 2016.

A comissão de trabalhadores, depois de muito discutir, deliberou em dividir em três parcelas o reajuste de 9%, propondo 6% retroativo a outubro de 2016, 1,5% em janeiro e 1,5% em fevereiro de 2017. Os pisos serão reajustados em 9,15% e o abono, para quem não tem PLR, será de R$ 450,00.

A próxima reunião foi marcada para quarta-feira, 16 de novembro, as 10h00 na sede da FIEMG.

Comentários foram encerrados.