carteira trabalho

Economia se mantém em pleno emprego no Brasil

A Pesquisa Mensal de Emprego (PME) divulgada nesta quinta-feira 25 pelo IBGE corrobora o discurso da presidente Dilma Rousseff de que o Brasil vive uma situação de pleno emprego. Ontem, em discurso na abertura da 69ª Assembleia Geral da ONU, em Nova York, ela voltou a comemorar a criação de vagas formais nos últimos anos, especialmente diante da crise internacional.

“No período da crise, enquanto o mundo desempregava centena de milhões de trabalhadores, o Brasil gerou 12 milhões de empregos formais”, disse a presidente. “Continuamos a distribuir renda, estimulando o crescimento e o emprego, mantendo investimentos em infraestrutura”, acrescentou, lembrando também em seu discurso que nesse período a renda cresceu e a desigualdade caiu.

No último dia 11, ao comemorar os dados do Caged, que registrou a criação de 101.425 empregos formais em agosto, Dilma afirmou que “o emprego no Brasil tem se mantido, apesar de todas as flutuações”. A presidente se disse “extremamente satisfeita” com o dado, segundo ela, “bastante razoável” para a época do ano e para o quadro de crise de emprego das maiores economias do mundo. Brasil247.

Comentários foram encerrados.