Foto leandro gomes

FIEMG oferece reajuste salarial de 5,5% para o trabalhador, dividido em duas parcelas

A Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais ofereceu reajuste salarial para os metalúrgicos do Estado de 5,5%. Porém, este percentual é para empresas que tenham mais de 50 funcionários. Às empresas com menos de 50 trabalhadores foi oferecido um reajuste de 5%. Proposta foi rejeitada ainda na mesa de negociação

Durante a reunião da campanha salarial unificada 2014, entre as federações que representam os trabalhadores e a FIEMG, o setor patronal, além de apresentar uma proposta muito abaixo do reivindicado pelos trabalhadores, quer parcelar em duas vezes o reajuste, sendo uma parcela em outubro deste ano e a outra em março de 2015. As outras cláusulas foram reajustadas com base na proposta de reajuste de 5,5%.

Este ano, o que não será muito diferente de anos anteriores, a negociação com a patronal promete ser difícil. Os patrões estão com a velha desculpa de crise econômica para não atender as reivindicações dos metalúrgicos.

Os metalúrgicos só serão valorizados se estiverem mobilizados em torno desta campanha. Este é o momento dos trabalhadores fazerem a diferença, lutando junto com o sindicato para conquistar as melhorias.

A primeira reunião de negociação da campanha salarial unificada 2014 foi realizada no dia 29 de agosto, em Belo Horizonte. FEM/CUT/MG, FITMETAL BRASIL e FEMETALMINAS representam os trabalhadores de Minas nesta campanha.

Os metalúrgicos marcaram uma PLENÁRIA UNIFICADA DE CAMPANHA SALARIAL, para o dia 04/09/2014, às 9 horas, na Escola Sindical 7 de Outubro, onde será discutido as atividades e estratégias  da campanha salarial.

Dia 15 de setembro terá outra rodada de negociação na FIEMG.

Comentários foram encerrados.