mulheres-industriol

IndustriALL: mulheres discutem aumento da representação feminina em encontro no RJ

Na manhã desta segunda-feira (3), durante atividade que precede a abertura oficial do 2º Congresso da IndustriALL Global Union, a federação internacional dos trabalhadores na indústria, foi realizado um debate com o comitê de mulheres para definir os rumos da representação feminina no movimento sindical de trabalhadores na indústria.

O Congresso será aberto oficialmente amanhã, no Rio de Janeiro, e reunirá mais de 1.300 sindicalistas de 140 países de todos os continentes. A abertura oficial do evento, às 18 horas, terá a presença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O encontro do Comitê de Mulheres foi a primeira atividade preparatória do Congresso e o principal item debatido foi a meta estabelecida de 40% de participação feminina na direção da IndustriALL até 2020. “O mais importante neste momento é poder abrir essa discussão, nunca feita antes. Tudo isso nasceu na conferência regional na América Latina, onde essa proposta foi construída, já que nós seguíamos com pouca representação”, lembrou Lu Varjão, presidente da Confederação Nacional dos Químicos, integrante do comitê executivo da IndustriALL e representante da América Latina.

“Fazer essa discussão favorece a nossa luta. Gostaríamos de implementar a cota como é hoje na CUT, de 50%, mas a construção é lenta”, completou.
“Aprovar esta cota para 2020 será um ganho porque a IndustriALL representa os trabalhadores na indústria de uma forma geral, onde as mulheres ainda são minoria nos cargos de poder nas direções sindicais e até na base, como no caso dos metalúrgicos (que tem cerca de 18% de mulheres na categoria)”, afirmou a secretária de formação da Confederação Nacional dos Metalúrgicos da CUT (CNM/CUT), Michelle Marques.

“Esse debate reflete a pressão que as trabalhadoras sofrem para poder chegar ao poder. As próprias mulheres ainda não reconhecem a cota como uma maneira de reduzir o preconceito”, destacou. A proposta apresentada e discutida será avaliada e votada pelos delegados durante o Congresso, que será encrrado na sexta-feira (7).

Conferências e Juventude
No parte da tarde, também como preparação ao Congresso foram realizadas conferências da África, América do Norte e América Latina. No início da noite, teve início o primeiro encontro da juventude da IndustriALL (as informações serão divulgadas aqui amanhã).
A CNM/CUT foi uma das principais articuladoras para trazer o Congresso para o Brasil e participa da atividade com uma delegação de 150 pessoas.

(Fonte: Olga Defavari – especial para CNM/CUT)

Comentários foram encerrados.