maria leticia

Marisa Letícia, exemplo de companheirismo e solidariedade

Nota dos metalúrgicos de Minas em solidariedade ao companheiro Lula e sua família

Os metalúrgicos de Minas expressam aqui total solidariedade ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva e sua família.

Nos somamos aqui à corrente de apoio irrestrito a Lula, talvez no momento mais difícil de sua trajetória, que é a perda da parceira e companheira de todas as horas, dona Marisa Letícia.

Nós, metalúrgicos e metalúrgicas, temos uma imensa dívida de gratidão com ela.

Com o apoio de Marisa ao líder que emergia no movimento operário, nossa categoria desafiou o aparato repressivo da ditadura militar e, a partir dos anos 1970, foi à luta para reescrever a história da classe trabalhadora no Brasil.

A companheira Marisa esteve à frente das esposas de metalúrgicos, no movimento de apoio incondicional às greves que a categoria deflagrou no ABC paulista. E ajudou a protagonizar um dos episódios mais belos daquele movimento: uma grande passeata de mulheres pelas ruas de São Bernardo do Campo, durante a greve de 1980.

Foi uma demonstração inequívoca de que as famílias dos metalúrgicos estavam ao lado deles naquela luta.

Marisa também participou ativamente das ações para arrecadar doações de alimentos aos trabalhadores, num gesto que acabou dando origem ao Fundo de Greve, espaço que mais tarde passou a abrigar as direções cassadas do Sindicato dos Metalúrgicos pelo regime militar.

A guerreira Marisa Letícia não recuou nem mesmo quando os militares invadiram sua casa e levaram preso o seu companheiro Lula, em 1980, por liderar o movimento da categoria. E não titubeou nos 31 dias em que Lula ficou detido no DOPS, o principal e mais cruel cárcere mantido pelo regime de esceção em São Paulo.

O apoio silencioso, mas decisivo, de Marisa e das esposas dos trabalhadores ajudou a categoria, o movimento sindical e a sociedade brasileira a derrubarem a ditadura militar, restabelecendo a democracia em nosso país.

Isso já seria motivo suficiente para nossa gratidão, mas a companheira Marisa demonstrou, ao longo das décadas seguintes, sua fibra, determinação e coragem, ao estar sempre ao lado de Lula na criação da CUT, do PT e das campanhas eleitorais disputadas por ele.

Foi forte em toda a sua trajetória. Foi exemplo de companheirismo, de apoio, de solidariedade não apenas aos trabalhadores, mas a todos cidadãos brasileiros em constante sua busca por dignidade humana e justiça.

Companheira Marisa, presente!

Direção da
Confederação Nacional dos Metalúrgicos da CUT

Comentários foram encerrados.