2

Metalúrgicos protestam contra implementação da reforma trabalhista

Os metalúrgicos de Minas fizeram uma manifestação, na manhã dessa sexta-feira, 10 de novembro, em protesto contra a implementação da reforma trabalhista, que entra em vigor no dia 11 deste mês.

Marco Antônio, presidente da FEM/CUT-MG falou da importância dessa luta. “Hoje é um dia histórico para a classe trabalhadora. Este ato e os demais que vão acontecer durante todo o dia em todo o país são para mostrar nossa resistência à reforma que retira direitos duramente conquistados pelos trabalhadores. Amanhã, com as novas leis trabalhistas em vigor, o golpista Temer entrega aos financiadores do golpe o produto final, uma legislação que protege os empresários e desprotege os trabalhadores”.

O ato faz parte da agenda de lutas da Central Única dos Trabalhadores (CUT), em parceria com outras centrais sindicais, contrários à retirada de direitos e ao desmonte da CLT que será imposta a partir do dia 11.

Os companheiros e companheiras seguram pela Fernão Dias, de Contagem até Betim, levando faixas e cartazes denunciando os malefícios que a reforma trabalhista vai causar na vida dos trabalhadores. Vários motoristas que passavam pelo local demonstraram apoio ao ato, saudando os manifestantes com o uso da buzina e o sinal positivo.

Comentários foram encerrados.