maquinas

Perspectivas para setor de Máquinas e Equipamentos são positivas, diz Dieese

Estudo do Dieese, subseção da FEM/CUT-MG, sobre o setor industrial de Bens de Capital ou Máquinas e Equipamentos mostra crescimento na produção para o setor de energia elétrica (+5,9%), Bens de capital de uso misto (+4,2%) e de máquinas para construção (+0,4%).

Outro ponto positivo para o setor é a geração de empregos. De acordo com os dados da RAIS/Caged do MTE, o emprego no setor de bens de capital apresentou forte crescimento no período de 2002 a 2013, saindo de 255.963 para 577.035.

No ano de 2014 até o mês de agosto, registra-se uma perda de 3.950 empregos no setor, o que representa uma variação de -0,68%, em relação ao estoque de empregos do ano de 2013.

No estado de Minas Gerais o setor apresenta, de acordo com os dados de Produção Física do IBGE de janeiro a julho de 2014, crescimento de 2,2% em relação ao mesmo período do 2013, e está em linha com o crescimento do faturamento do setor de 4,63%, para o mesmo período, segundo dados da FIEMG.

O setor de Bens de Capital tem sido beneficiado no período recente por medidas governamentais como juros baixos, desoneração da folha de pagamentos, PAC equipamentos, Programa Mais Alimentos, que impactam na produção, faturamento e emprego do setor.

Caso o próximo governo continue com uma política industrial para o setor de bens de capital, com garantia de incentivos a modernização do parque industrial e inovação, desonerações, financiamento competitivo, as perspectivas para o setor seguem positivas.

VEJA O ESTUDO COMPLETO AQUI

 

Comentários foram encerrados.