dinheiro

R$ 798,3 milhões serão injetados na economia de Minas com 13º dos metalúrgicos

Estudo feito pelo DIEESE, subseção FEM/CUT-MG, mostra um crescimento de 3,81% no montante do 13º salário pago aos metalúrgicos de Minas Gerais este ano em comparação com 2013.
Em 2014 os quase 275 mil metalúrgicos mineiros injetarão na economia do Estado aproximadamente R$ 798,3 milhões. Em 2013 o valor ficou em R$ 769,04 milhões.

A base da FEM/CUT-MG, que gira em torno de 104 mil metalúrgicos, é responsável pelo montante de R$ 308,1 milhões que vão aquecer a economia do Estado com o salário adicional. Este resultado mostra um crescimento de 4,38% na comparação com o ano passado, que chegou no valor de R$ 295,2 milhões.

A nível nacional, os quase 2,5 milhões de metalúrgicos injetarão na economia R$ 7,3 bilhões com o 13º salário, crescimento de 6,5% em comparação com 2013 que somou R$ 6,8 bilhões.
O estudo levou em conta dados da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) e do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED).

Veja aqui o estudo completo

Comentários foram encerrados.