Image1

Seminário debate a necessidade de desenvolvimento urgente no país

A Federação dos Metalúrgicos da CUT de Minas Gerais participou do ciclo de Debates sobre Indústria e Desenvolvimento “Estratégias para superar a crise e construir um novo projeto nacional”, realizado nessa segunda-feira, 6 de novembro, na Faculdade de Ciências Econômicas da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Marco Antônio, Presidente da FEM/CUT-MG, ressaltou a difícil missão dos sindicalistas. “O desafio é convencer os companheiros e as companheiras de não só lutar contras as reformas que estão aí, mas também fazer o debate sobre o desmonte da indústria, que está levando ao desemprego, principalmente, quando se fala do macro setor”.

O seminário “Brasil: Desenvolvimento urgente” é uma iniciativa do Projeto de Extensão “Contradição: Programa de formação do pensamento crítico” em parceria com a Fundação Maurício Grabois, a Associação Nacional de Pós-graduandos (ANPG), além de outros apoiadores.

Segundo Mário Rodarte, Professor da Faculdade de Ciências Econômicas e membro da coordenação do projeto de extensão, o Seminário tem o objetivo de convidar a comunidade acadêmica e também externa para uma reflexão ativa e propositiva acerca dos caminhos para o país superar a crise que vive. Rodarte ressalta que esse “é um seminário que busca ultrapassar os limites da Academia e se arrisca em propor o desenvolvimento nacional como caminho incontornável para a superação dos grandes dilemas de nossa sociedade”.

Participaram do debate Rafael Marques, do Instituto Trabalho, Indústria e Desenvolvimento, Sérgio Barroso, da Fundação Maurício Grabois, João Prates Romero, da Fundação de Ciências Econômicas da UFMG e Vittorio Medioli, prefeito de Betim.

Comentários foram encerrados.