trab indumyll

Trabalhadores da Indumyll e IMBA encerram greve com reivindicações atendidas

Após cinco dias de greve, os trabalhadores da Indumyl e IMBA conquistaram o atendimento de suas reivindicações. Foi a vitória da garra e da unidade da companheirada destas duas empresas, que mais uma vez deram exemplo de determinação.

Os trabalhadores reivindicavam, entre outras coisas, a melhoria das condições de higiene no ambiente de trabalho, vale transporte para trabalhadores que moram próximos a fábrica e PLR de R$ 1.600,00.

Em assembleia realizada na quarta-feira (24), na portaria dessas empresas, a insatisfação dos trabalhadores chegou ao limite e eles cruzaram os braços por tempo indeterminado, até que a empresa aceitasse negociar suas reivindicações.

Foram realizadas várias reuniões diretas entre as partes para resolver o problema, mas não se chegou a nenhum acordo. A empresa, mostrando toda sua arrogância, solicitou audiência na justiça do trabalho para requerer que a greve fosse declarada ilegal e, com isso também tentar intimidar os trabalhadores.

Só que ela se deu mal, pois os trabalhadores não recuaram. Pelo contrário, se mantiveram ainda mais firmes. A juíza instrutora, Olívia Figueiredo Pinto Coelho, também não decretou a greve ilegal e apresentou propostas para que as partes chegassem a um acordo.

Após inúmeros debates foi possível chegar a um consenso. Em assembleias realizadas nas portarias das empresas, os trabalhadores aceitaram a proposta da juíza e decidiram por um fim a greve vitoriosa.

Os metalúrgicos precisam se manter unidos e mobilizados, pois em 2014 os trabalhadores têm um grande desafio pela frente que se chama campanha salarial, onde está em jogo melhorias e a ampliação da Convenção Coletiva de Trabalho. Com Sindmetal.

Confira os acordos firmados:

PLR no valor de R$ 1.525,00

As questões relativas à higiene no ambiente de trabalho serão atendidas no prazo de 30 dias.

Fornecimento de vale transporte, de acordo com a legislação, para aqueles trabalhadores que fizerem opção por recebê-lo , inclusive para os que residem no mesmo bairro.

Cesta básica entregue até o dia 10 de cada mês, observando o único critério de assiduidade para o fornecimento, consistente em 2 horas mensais de atraso não justificada.

Garantia de emprego para os funcionários grevistas até 31 de dezembro/2014

Comentários foram encerrados.